sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Internet, falência da palavra

Nathalia acabou de entrar. É sério. Isso está cada vez mais sério (e pior).  Há alguns dias percebi como a internet tem estado presente demais na minha vida e como ela tem me atrapalhado. (É claro que ela é muito útil, mas eu abuso. Nós todos abusamos).  É algo normal hoje em dia eu conversar com meu irmão através do msn sendo que ele está no quarto ao lado. Pra quê falar se podemos escrever?
 Lembro da primeira vez em que meu namorado disse-me Eu te amo. (Sabe como é né?! Começo de namoro, tudo é azul... E aí você está naquela expectativa para ouvir isso, quando de repente ele te chama a atenção (no msn) e diz: Te amo). Que lindo! A primeira vez que ele diz que me ama, e foi pelo computador. E sabe o que é pior disso tudo? Eu achar isso super natural. Nós nos conhecemos pelo computador, ficamos amigos pelo computador, e falamos Eu te amo... pelo computador. Se fosse possível beijar pelo computador, nós com certeza já teríamos feito isso.
Na escola não é muito diferente. Eu vejo meus amigos, passo cinco dias na semana e  seis horas por dia com eles, pra quê? para dizer: Entra no msn quando chegar em casa!
Já não tem mais aquela emoção em se contar as coisas, em esperar ansiosamente para ver seu namorado, amigo, parente... Com a webcam e um msn não precisa-se de mais nada! (Certo? Errado!)
Eu não quero continuar vivendo como um robô. É por isso que tenho diminuído as minhas horas na internet. Tudo bem que, eu tenho pânico de falar ao telefone mas eu tenho me esforçado para usá-lo não só como despertador.

5 comentários:

Lucas Barreto disse...

Internet acabou de entrar..
uauhauhhau

gostei,abraço!
Vou seguir

Finotti, Mariana disse...

além da internet querem nos tirar os livros com o ipad, tem coisa melhor do que folhear um livro??????????

essa tecnologia ajuda, mas também atrapalha... e as patologias da modernidade só aumentam....

Liipee disse...

olha.. também concordo...
Graças a Deus não vou mais trabalhar em lan house e "sentirei" mais, "viverei" mais e também sofrerei mais,
mas o que importa?
o que importa é dar aquele abraço gostoso em um amigo e falar: "Eu te amo por existir".
belo texto..
e sobre o A. Jabor.
O cara é gênio né? Já li mts artigos dele.. e simplesmente acabo acreditando que to vivendo mentira, ou talvez apenas na epoca errada.
beijoca!

Liipee disse...

ahh, esqueci uma coisa.. teu blog, cada vez mais organizado.. "o continue lendo", vi em outros.
fã do teu modo de designer.
:*

Eu, ΞĐU disse...

Oi... tudo bem?
Muuito bom o seu blog, suas idéias e seu bom gosto. Parabéns pelo trabalho.
Estou te seguindo.
Beijos no coração,
EDU (http://edurjedu.blogspot.com)
Orkut http://www.orkut.com.br/Main#Profile?rl=mp&uid=4691439143998052531