quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Seja bem-vinda, férias!

Daqui há algumas horas irei partir para Florínea*. (Não é uma viagem como eu esperava, mas... Quem não tem cão caça com gato, certo?) - Certíssimo. - Eu não vou ficar em casa as minhas férias inteiras. Eu mereço um pouco de descanso e eu sei  tanto deste meu merecimento, que vou apesar das circunstâncias. 
A primeira delas, é que para você estar bem com  os outros e com o lugar onde você está, você deve estar bem consigo mesmo(a). (O que não é o meu caso). Estou longe (bem longe) de estar bem comigo. Acho que briguei com a minha auto-estima e ela ficou tão decepcionada que nunca mais voltou a ser como era. (Quem sabe um dia ela me perdoe...) A segunda é que eu sinto vergonha pela primeira causa citada acima (de fato, uma coisa leva a outra). Não admito ter tantas coisas e pessoas boas por perto, e estar assim. Com certeza o que nós temos por fora, diz muito sobre o que temos por dentro . (Por isso não se engane com a beleza interior que é tanto pregada). Não sei ao certo quando isso tudo começou, Só quero saber quando ela irá terminar. Se hoje não sou feliz por completo, é por culpa do que eu deixei acontecer. Mas assim como eu já disse no começo deste texto, eu não vou ficar em casa, me lamentando. Da mesma forma que eu mereço as férias, mereço também passar por tudo isso. Foram as minhas escolhas que me trouxeram onde estou e como estou hoje. Cansei de culpar minhas frustrações. Cansei de culpar os outros pelas minhas limitações e falta de vontade. Sou eu, sempre serei eu, e ninguém nunca poderá mudar por mim. Estou ciente disso, e você que está lendo também esteja. - Não há mudança sem mudança. - Simples. (E isso é tão simples, que fica difícil). - Nós enfrentamos tantas coisas absurdas na vida, que quando encontramos algo que só depende de uma única ação, não conseguimos mudar. - Eu não consegui ainda. - Já perdi as contas de quanto tempo esta transformação está no meu projeto em todo ano que se inicia.
Bem, para finalizar; Não deixe nada daquilo que deseja escapar, não importa o que seja. Lute pelos seus ideias. Mesmo que te digam que você não vai conseguir, tente. Ninguém sabe melhor do seu coração do que você próprio. Entenda isso e entenda antes que tudo piore, assim como aconteceu comigo. Se você não acreditar em si mesmo... Quem irá acreditar? - Pense nisso.


Vou arrumar as malas para o final de semana. Desejo que o de vocês seja maravilhoso! (Faça com que ele seja. Mesmo que você não vá viajar, mesmo que você tenha que trabalhar, ficar em casa, faça ser especial). 
Um beijo!




*Para quem não conhece, esta foto é de Florínea, interior de São Paulo, onde vou passar os próximos três dias. Lá existe uma praia de água doce muito bonita. Um lugar bem tranqüilo para passear. Se tiverem a oportunidade de conhecer, aproveitem. ;)



"E eu vou embora sem mais feridas, sem despedidas. Eu quero ver o mar...
(Vanessa da Mata - Nossa Música).

6 comentários:

Roberto Borati disse...

obrigado pela visita, pelas palavras!

e ótimas férias.

beijos.

Affonso Schmitt Paiz disse...

Selos para vc flor! Muitos selos, rsrsrs...

Bjs

Oitavo Anjo
http://khitmutgar.blogspot.com/

Alessandra Sousa disse...

Nada melhor que ferias pra renovar as forças...

Gostei do seu blog...
Esta disposto a fazer uma parceiria de links comigo?
Acesse: http://changefeeling.blogspot.com/

Alessandra Sousa disse...

Vc me linka ai e eu te linko no meu blog, pode ser??

giselaine alves ♫ disse...

Você falou tudo o que eu sinto sempre, eu nunca estou totalmente satisfeita na condição em que me encontro, a culpa pode ser só minha. A mudança depende de mim, desde que eu tenha a minha liberdade de mudar.

Um beijo, espero que passe logo. Aproveita o momento.

Felipe Accacio Rigaso disse...

Férias? que isso? rs.. trabalhar e ocupar a mente me deixa tão feliz quando estar de férias, não sei se sou anormal, rs.
adoro o blog.