sábado, 29 de maio de 2010

Partida


Muitas vezes inesperada.
Idade, conquistas, família, sonhos... Nada disso importa quando chega a nossa hora.
Mas, como saber quando essa hora chegar? - Não tem como.
Pode procurar ajuda em qualquer lugar, podem ler suas mãos e até mesmo os teus pés, ninguém saberá te responder. A dúvida é o que torna a partida ainda mais triste.
Hoje é seu vizinho que parte, amanhã pode ser você. Como se preparar? - Oras, vivendo.
Em menos de um ano, perdi duas pessoas relativamente próximas de mim. Eu nunca poderia imaginar algo assim...
Aconteceu. E só aconteceu porque tinha que acontecer. Pode até parecer clichê...
Mas acredito que nem uma folha cai da árvore sem a permissão de Deus. Nada acontece por acaso. Não acredito em sorte, muito menos em destino. Acredito num ser superior que sabe o que é melhor pra você e pra mim.
Então, já que não podemos escolher quando dizer: "Estou pronto!" Vamos viver tudo o que há pra viver...Vamos nos permiter! - Já dizia a música do Lulu (Santos).
É estranho ver as pessoas partirem, tão novas (aos nossos olhos), com tantos planos... Muitos perguntam: Por quê ele? - E por quê não você? Nem eu? Por quê não Ele?
O que eu vou deixar para as pessoas que eu amo? E para as que eu não amo? E aquelas que eu poderia amar se tivesse mais tempo? - E com todas essas perguntas, voltamos ao mesmo ponto: A dúvida. Que é responsável pelos meus questionamentos desde o começo dessa postagem.
Duas pessoas queridas que morreram pela mão de outras pessoas. - Que injusto! - Ninguém pediu para nascer. Não temos o direito de tirar à vida de outras pessoas. (Nem a própria vida, penso).
E isso  tudo me assusta. Me sinto num aquário. Com várias pessoas me olhando esperando o momento certo para me tirar da água e me colocar na terra.


Enfim, já que não podemos escolher nada em relação a isso, então...Vamos amar, planejar, sonhar, desfrutar da vida que temos. Que, por pior que seja; ainda é vida e podemos vivê-la.


4 comentários:

Raphael Andrade disse...

Ah hora da partida e triste, ja perdi uma amiga por doença! A dor é imensa, Eu tive que partir para longe, foi dificil, mas o mais dificil e se despedir da familia..
Gostei da frase "....Me sinto num aquário. Com várias pessoas me olhando ..." Abraços

http://jovemandrade.blogspot.com/

Higor disse...

seus textos sao fodas (:
muito expressivo e pa
seguindo (:

qualquer coisa

http://higor-68sp.blogspot.com/

Bleffe disse...

Participe da campanha "Música em troca de Fraldas", que visa ajudar às crianças desabrigadas pelas chuvas no RJ:

Música em troca de Fraldas

Marcos Lucas disse...

Lindo demais o seu texto Nathalia. Eu penso da mesma forma que você.